Como Importar Roupas dos EUAs em 5 Passos!!!

Parabéns! Você acabou de encontrar um tutorial completo sobre como importar roupas de marca dos EUA! E como um bônus à sua bravura, no final desse artigo estou disponibilizando uma comparação dos melhores cursos sobre importação.

Com certeza você está cansado de ler por aí sobre os benefícios da importação, não é mesmo? Aqui o negócio vai ser um pouco diferente: você vai aprender como comprar roupas importadas diretamente das lojas oficiais no exterior. Vamos nessa? Se preferir, use o Índice abaixo para pular direto para o conteúdo que mais lhe interessa.

Como Comprar Roupas Importadas de Marca?

No Brasil, geralmente as roupas de marca importadas chegam muito caras para o consumidor final. Com essas técnicas de importação, é possível uma economia de mais de 50% em suas compras. Se você tem uma loja de roupas, e está pensando em comprar roupas importadas para revender, esta é uma ótima oportunidade.

Roupas da Armani, Lacoste, Calvin Klein, Polo Ralph Lauren, Dior, Tommy Hilfiger, Abercrombie & Fitch, Nike, Puma, Hollister

Há basicamente quatro maneiras que você pode utilizar para adquirir roupas de marca importadas aqui no Brasil:

  1. Importar diretamente dos sites estrangeiros;
  2. Importar de lojas oficiais estrangeiras usando o Shipito;
  3. Comprar através de um Personal Shopper nos EUA; e
  4. Comprar diretamente de fornecedores confiáveis aqui mesmo no Brasil

Cada opção tem suas vantagens e desvantagens, é claro. O principal problema de importar diretamente dos sites estrangeiros é que eles normalmente não enviam para o Brasil. O outro problema é que, quando eles remetem produtos para o Brasil, o frete fica muito caro.

Isso nos leva à opção nº 2, que é importar usando o Shipito. Basicamente funciona assim: o Shipito te fornece um endereço nos Estados Unidos, você faz a compra, eles recebem o produto e enviam para o seu endereço aqui no Brasil. Na minha opinião, essa é a melhor forma de importar qualquer produto dos EUA. No próximo tópico vou ensinar como importar roupas usando esse método.

Na terceira opção, temos o tal do Personal Shopper… Explicando de uma forma simples e direta, o Personal Shopper é uma pessoa que reside no exterior, e pode fazer a compra por você, cobrando uma taxa sobre o valor da compra. Há um enorme problema nessa história: Como vou saber se essa pessoa é confiável, se não está me roubando? Não gosto muito dessa opção…

Por último, você tem a opção de comprar aqui mesmo no Brasil, através de fornecedores confiáveis, que trazem as roupas dos EUA e revendem em suas lojas… O preço sobe muito se comparado com as opções anteriores.

Roupas Ralph Lauren importadas dos Estados Unidos

Como Importar Roupas de Marca dos EUA em 5 Passos

Esse método que você vai aprender agora, é apenas uma simplificação de uma das estratégias ensinadas nos vários cursos de importação que já assisti. Se você tiver interesse em aprofundar mais no assunto, faça algum cursos sobre importação que estou sugerindo no final desse artigo.

Passo 1 – Consiga um Cartão de Crédito Internacional.

Isso é até meio óbvio, não? É preciso ter um cartão de crédito internacional para poder pagar as compras feitas no exterior! Converse com o gerente do seu banco e peça um cartão de crédito internacional.

Caso não consiga um com o seu banco, você pode adquirir um cartão de crédito pré-pago na internet, como o Mastercard da PagSeguro, ou pode usar um banco internacional como o Paypal.

Passo 2 – Consiga um Endereço nos Estados Unidos

Você precisa ter um endereço nos exterior para receber suas encomendas, certo? Mas não se preocupe, existem empresas que te fornece um endereço e fazem o envio para a sua residência.

Funciona como uma caixa postal melhorada. Você pode usar esse endereço que eles te fornecem sempre que for comprar em sites de roupas nos EUAs. Suas compras ficam guardadas nessa caixa postal, e daí você só precisa solicitar que a empresa envie para a sua casa.

Recomendo que utilize a Shipito para essa finalidade.

Passo 3 – Use um Proxy para mascarar seu IP.

Quando você se conecta à internet, o seu computador/notebook/smartphone adquire uma identificação na rede. Essa identificação é o seu endereço IP, e através dele é possível saber qual o teu provedor de internet, e de onde você está acessando.

Ao entrar em um site internacional, como o da Nike, ou da Adidas, eles identificam que você é do Brasil, e podem te apresentar preços diferentes do que eles mostram para os norte-americanos. Muitos desses sites nem permitem compras ou pedidos de entrega para o Brasil.

Por sorte, existem extensões para o seu navegador que criam uma máscara para o seu navegador. São as extensões de WebProxy, ou VPN. Se você usa o Google Chrome, basta pesquisar na WebStore alguma extensão de proxy VPN de sua preferência.

IMPORTANTE: Configure a extensão para aparecer que você está nos Estados Unidos (ou do país que você deseja 
importar).

Passo 4 – Encontre as Melhores Lojas Virtuais

Tenho uma certa preferência de comprar nos sites das lojas oficiais das marcas. Aqui vale a questão da confiabilidade: lojas oficiais e grandes revendedores certamente são confiáveis. Isso é fundamental para você que está aprendendo como importar roupas pela internet.

Essas são algumas lojas que costumo utilizar para fazer as compras:

Lembrando que para esses sites funcionarem corretamente, você precisa usar um Proxy, ou VPN, conforme descrito no Passo 3.

Passo 5 – Compre Suas Roupas, Receba, e Seja Feliz!!

Pronto! Se você seguiu esses passos até aqui, basta fazer sua compra e aguardar para receber em casa. Você já tem tudo o que é preciso para importar roupas de marcas famosas, originais, e com uma economia de aproximadamente 50% em relação aos preços praticados no Brasil.

Vez ou outra haverá complicações, como tributações da Receita Federal, ou atraso no frete. Infelizmente não dá pra evitar esses acontecimentos, mas se você fazer algum dos cursos comparados a seguir, a probabilidade de isso ocorrer diminui bastante.

Modelo vestindo 5 looks hollister

Os Melhores Cursos Online Sobre Importação

Ao ler esse artigo, provavelmente você está se perguntando: “Qual o melhor curso de importação?“, ou ainda “Vale a pena fazer um curso sobre importação?

Então, pensando nisso, elaborei aqui uma breve comparação entre os principais cursos do mercado. Espero que você tenha aprendido como importar roupas nesse artigo rsrs. Se você pretende trabalhar com isso, eu realmente sugiro que você faça algum dos cursos listados abaixo.

Se você pesquisar por cursos de importação online, provavelmente você vai encontrar esses aqui:

  • Curso Importando Com Sucesso;
  • Fórmula da Importação;
  • Projeto Importador Profissional;
  • Academia do Importador;
  • Importador 360; e
  • Curso Sou Importador.

Esses são os seis principais cursos disponíveis no mercado atualmente. Mas, e aí, qual o melhor? Qual o mais barato? Cuidado! Nem sempre o mais barato é a melhor opção!

Veja a comparação:

Curso Importando com Sucesso – Larissa Dobler

O curso da Larissa Dobler é focado para pessoas que desejam começar a importar produtos para consumo próprio ou para revenda. Costumo indicá-lo para o mulheres, pois a autora se comunica bem com esse público.

Nos módulos do curso, ela ensina a importar roupas de grife, maquiagens, sapatos de luxo, óculos, relógios, eletrônicos… Ela ensina importar até peças de carro!!

Assista esse depoimento sobre o curso, e veja se é isso que você precisa:

Gostou? Vamos ao próximo curso…

Fórmula da Importação

Este é um curso completo sobre importação. Nele você aprende como importar dos EUA, Peru, China… O curso foi atualizado recentemente, e agora possui um módulo ensinando sobre Dropshipping.

Outra vantagem desse curso é que ele aborda um pouco sobre a legislação nos módulos bônus. Inclusive explica melhor como funciona o Importa Fácil, dos Correios.

Quer saber mais sobre os outros cursos de importação?

Inscreva-se em minha lista, ou deixe um comentário que eu entro em contato. O artigo está ficando muito grande, é muita informação para uma postagem só… Agradeço pela leitura, e até breve!!

Aproveita pra contar aqui nos comentários como foi a experiência da sua primeira compra de produtos importados. Abraços!!

Participe da discussão

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.